sexta-feira, 23 de setembro de 2011

noite de setembro

minh'alma latejando
num suspiro lânguido
de tanta paixão
quero sentir

e minhas mãos descendo
pelo seu corpo intenso
num feroz bramir

e nossas bocas arrasadas
por esta fúria apaixonada
a nos ruir

e você me consumindo
e eu te consumindo
e esta conjugação
nos partindo
numa simetria
incontestável
sem fugir

e seus olhos me penetrando
e eu buscando a incompletude
perfeita em ti.

5 comentários:

Vinicius disse...

Muito bacana. gostei da quebra na estética, logo na 3ª estrofe

bianca pinheiro disse...

Valeu! ;)

Fulano disse...

desejos intensos bem expressados em palavras.

bianca pinheiro disse...

Obrigada, Victor :D

Clarice disse...

Adorei, Bianca!