quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Garota interrompida

Neurônios latentes.
Nervos extremamente conscientes.
Corpo aflito.
Abafado grito.

Canção do vento.
Perdido momento.
Criatura do luar
Aquiesce.

Vastos campos
de cetim, diamantes
a procurar...

Símbolo vil
este que se abriu
a devastar.

5 comentários:

Liuri Loami disse...

"bianca
Uma alucinada que tem medo de relacionamentos e derivados e que escreve coisas absurdas. "
Coisas absurdas? discordo de voce. :)
Adoro ler seus textos, serei seu acompanhante nos proximoos.

http://numberpi.blogspot.com

Vinicius Oliveira disse...

po maneiro o texto haahhaa,esse poema nao tem nada a ver com voce ne? hahahaaha

http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/ comenta?

Tegani disse...

*---*
Que bomque gostou. Obrigada por comentar. Adorei o texto,

Beeijo

Andrei Vinicius Morais disse...

O texto tá uma delícia, mas eu vou falar a verdade vim aqui comentar na CRETINAGEM! Rs VC está arrasando MUUUUUUUUUUUUUUUUITO na sua foto do perfil aê com (um CD???) a Amélieeeeee *---------*

AMO AMO AMO Arrasou demais...

Não...MELHOR DE TUDO "Uma alucinada que tem medo de relacionamentos e derivados e que escreve coisas absurdas" EU RI!

Victória Andressa disse...

Adorei o texto, você realmente sabe mexer com as palavras, domá-las e brincar com elas. Parabéns, continue assim!

http://tacadesabedoria.blogspot.com/