terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Ma Petit

Sou pequenina como
a formiga que tenta
sobreviver perante gigantes.

Sou intensa como
a paixão fulminante e
impossível dos sonhadores.

Sou invisível como
o perfume doce
que viaja através do tempo.

Mas sou tão grande...
grande do jeito que ninguém
jamais me viu.

9 comentários:

Poesias disse...

tá lá em baixo .! §§

Nayara Herrera disse...

''Mas sou tão grande...
grande do jeito que ninguém
jamais me viu.''


é... :S

drain-man disse...

ae bi \o/
show ... muito legal,

beijo pra vc, continue escrevendo

Poesias disse...

Lá em baixo de novo ;)

Nova Década disse...

Seu blog é bom... eu estou seguindo... parabéns!

francys disse...

hum
gostei muito fofo
so acho q fauta colocar um tema legal
no seu
blog

milhofosco disse...

gostei das poesias.
vou passar sempre aqui..
vou te seguir... passa no meu e da um coment

http://milhofosco.blogspot.com/

se quiser clicar num anuncio pra ajudar eu fico feliz :-)
abrasss

Isaac disse...

achei bonitinha sua poesia ^^

Natália Ferreira disse...

Mas sou tão grande...
grande do jeito que ninguém
jamais me viu. lindo to te seguindo